Arquivo da tag: Cultura Popular

Um salve às culturas brasileiras

A Fuá agradece por ser brasileira!

“O ser diverso é que nos faz únicos, pelas especiais misturas de sons, imagens, idéias, palavras, tecnologias e manifestações da arte. Especiais na generosidade de clima e geografia. Por isso somos únicos na original pluralidade que nos traduz.

Não é comum um povo manter um grau de resistência por tanto tempo. Mesmo depois de achado pelo branco europeu nossa surpresa cotidiana quando encontramos culturas milenares ainda mantidas em diversas manifestações culturais de hoje. O Brasil aprendeu a ser diverso na adversidade. Enriquece quanto mais processa o que aparentemente iria destruí-lo para devolver as influências em outras linguagens e modos.

O Brasil não cabe em uma explicação simples. Apesar das muitas caricaturas apressadas e redutoras feitas sobre os povos dos mundos, acreditamos que arranharemos o mais próximo da alma brasileira quanto mais reconhecermos expressões distintas, diversas e dinâmicas dessa diversidade magnífica que nos legitima”.

Por Gilberto Gil, ex-ministro da cultura e idealizador do programa Cultura Viva

Deixe um comentário

Arquivado em Na Rua

Fuá Produções – O Furdunço arretado do balacobaco

Boa Noite a todos! Agora está inaugurado o blog do fuá!

Este fuá” todo foi criado para ser um espaço coletivo de manifestações artísticas e de novidades culturais pra esquentar a gélida Curitiba.

Pra quem não sabe, somos uma produtora artística, composta por três mulheres no mínimo “deferentes” e cheias de atitude podemos assim dizer.

Julia Basso, é batuqueira e cantadeira, adora um movimento cultural, e onde tem roda de batuque está ela com seu dendê e a saia rendada. Toca no Voa Voa Maracatu e tem um baita de um axé.

Analice Trindade, adora um fuá também apesar da sua carinha de garota certinha. E ainda bem que ela é organizada, por que se não estávamos lascadas. Produziu eventos dos mais variados tipos desde dança japonesa (era isso ana?) até teatro de rua. A garota “arrepia!”

Bom, falar de mim é o mais dificil. Ás vezes sou do tipo “descolada” cara de pau, e ao mesmo tempo tenho um jeito meio zen, “haribol”.  Eu sou pifeira, e desde que encontrei o caminho das flautas ficava sonhando em tocar e cantar , sei lá… levar alegria por aí(?). Num é que o trem até que tá dando certo…

Enfim, somos um trio parada dura

Aguardem que as novidades vão ferver por aqui!

Beijos e muita paz e fuá a todos

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Não categorizado