Renata Rosa

Renata Rosa tornou-se uma artista emblemática da nova geração de músicos brasileiros. Cantora, compositora e rabequeira, Renata Rosa viveu durante muitos anos imersa no universo poético-musical da Zona da Mata pernambucana e do Baixo São Francisco alagoano aprendendo os sinuosos cantos e polifonias vocais indígenas. Renata Rosa tem desenvolvido um trabalho artístico e teatral que lhe permitiu o reconhecimento em toda a Europa. Desde 2003, já se apresentou em mais de 180 palcos na Europa, de Festivais de Música do Mundo, Salas Nacionais à importantes cenas de Jazz. Neste ano, à convite do Museu do Louvre, realizou uma criação musical para o projeto Duos Éphémères – música moderna com filmes mudos, jóias da cinematografia Mundial do inicio do século XX. Renata acaba de apresentar-se ao vivo, com sua criação, acompanhada de músicos franceses e brasileiros, no Grande Auditório do Museu do Louvre.

Depois de conquistar respeito ao plantar sua semente com o disco de estréia Zunido da Mata, premiado internacionalmente (CHOC DE L’ANNÉE 2004 — prêmio máximo da crítica francesa, dado pelo Le Monde de la Musique – única artista brasileira a receber este prêmio –  além dos prêmios COUP DE COUER, BRAVO! 5 ÉTOILES), de produzir o disco Pimenta com Pitu do rabequeiro Luiz Paixão,  seu mestre no instrumento, e de receber o PRÊMIO DA MÚSICA BRASILEIRA 2009  por seu segundo CD Manto dos Sonhos de MELHOR CANTORA REGIONAL, Renata Rosa produz o seu terceiro CD Encantações.

Assista o vídeo: