Arquivo do autor:juliabasso

Dois Cordões no Rio de Janeiro

Alessandra Leão

A primeira apresentação de Dois Cordões no Rio de Janeiro abriu, com Chave de Ouro, uma série de trabalhos que estão por vir.  A Fuá Produções teve a honra de encontrar-se com talentosos artistas que fazem seu trabalho com seriedade, vontade e, principalmente, muita verdade!

A semana começou com voz, caxixis e cordas em um pocket show de Alessandra Leão, Rodrigo Caçapa e Hugo Linns, na FNAC do Barra Shopping.

Pocket Show FNAC dia 31/06/11

Na quinta-feira dia 02/06 foi o grande dia de estréia de “Dois Cordões” no Auditório Arino Ramos Ferreira no projeto “Quintas no BNDES”. Estiveram presentes amigos do Rio, de Curitiba e a participação especial do conterrâneo Jam da Silva.

Dois Cordões no BNDES

Agradecemos toda a equipe do BNDES, em especial Nancy e Paulo, e quem trabalhou na concepção, criação e realização do show que contou com:

Alessandra Leão – voz, pandeiro, caxixis

Caçapa – guitarra 12 cordas

Hugo Linns – guitarra 6 cordas

Rodrigo Samico – guitarra 7 cordas

Homero Basílio – ilú melê-yancó e caxixis

Carlos Amarelo – ilú melê e tama

Guga Santos – ilú melê e tama

Jam da Silva – participação especial

Assessoria de Imprensa – Bebel Prates

Registro audio-visual – Doble Chapa

Registro fotográfico – Julia Basso

Iluminação – Wiltgen Iluminação

Sonorização – Pró-áudio produções artísticas

Produção – Fuá Produções

Figurino Alessandra Leão – Laura Antunes

Acessórios – Trocando em Miúdos

Sandália – Cervera

 

Cartaz de divulgação

 

 

equipe quase completa

 

Deixe um comentário

Arquivado em Shows

Um salve às culturas brasileiras

A Fuá agradece por ser brasileira!

“O ser diverso é que nos faz únicos, pelas especiais misturas de sons, imagens, idéias, palavras, tecnologias e manifestações da arte. Especiais na generosidade de clima e geografia. Por isso somos únicos na original pluralidade que nos traduz.

Não é comum um povo manter um grau de resistência por tanto tempo. Mesmo depois de achado pelo branco europeu nossa surpresa cotidiana quando encontramos culturas milenares ainda mantidas em diversas manifestações culturais de hoje. O Brasil aprendeu a ser diverso na adversidade. Enriquece quanto mais processa o que aparentemente iria destruí-lo para devolver as influências em outras linguagens e modos.

O Brasil não cabe em uma explicação simples. Apesar das muitas caricaturas apressadas e redutoras feitas sobre os povos dos mundos, acreditamos que arranharemos o mais próximo da alma brasileira quanto mais reconhecermos expressões distintas, diversas e dinâmicas dessa diversidade magnífica que nos legitima”.

Por Gilberto Gil, ex-ministro da cultura e idealizador do programa Cultura Viva

Deixe um comentário

Arquivado em Na Rua

Alegria curitibana

Hoje foi o último domingo de Garibaldis & Sacis de 2011! Mas carnaval (e prés também) além de euforia também traz muitas reflexões…

Para continuar no clima aqui vai a monografia de graduação em Ciências Sociais, na área de Antropologia, que fiz durante o ano de 2010 sobre o bloco pré-carnavalesco. “Garibaldis & Sacis: uma iniciação à alegria” foi orientado pela professora e artista Selma Baptista. Fiz pesquisa de campo durante os domingos de 2010, entrevistas com os foliões e entrevista com 5 integrantes do bloco.

Foi bem gostoso produzir esse filhote e, ao folhear as páginas, você pode se encontrar em alguma das muitas fotos que o trabalho tem.

Para quem interessar ai vai o link

http://ufpr.academia.edu/JuliaBassoDriessen/Papers/444373/Garibaldis_and_Sacis_uma_iniciacao_a_alegria

Divirtam-se…

Julia

1 comentário

Arquivado em Na Rua

E VEM 2011…

Começo de ano, idéias, projetos e realizações sendo concebidas e logo logo realizadas!

Saiu a programação do Festival de Teatro!
O Fuá – Um Cortejo Musical Brincante está em cartaz com três apresentações pela Mostra Fringe na Praça da Espanha durante os dias 03/04 às 16h00 e 10/04 às 12h00 e às 16h00.
Contamos agora com dois novos integrantes: Marc Olaf e Marcel Cruz, algumas mudanças e afinações de roteiro. Para quem não assistiu ainda vale a pena conferir como é possível despertar sentimentos tão bonitos a partir de uma singela manifestação artística que tem como essência a alegria tão presente nas manifestações brasileiras.

 

Vamos nos preparando que é em abril....

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Na Rua

Festival de Cultura 2010 – 5 anos de arte livre

Festival de Cultura 5 anos: unidade em movimento

Edição comemorativa de 5 anos do Festival de Cultura ocorrerá entre 26 e 28 de novembro

Com o objetivo de fortalecer os laços da cultura alternativa e popular, o Festival de Cultura 5 anos reúne ativistas, artistas e comunidade nos dias 26, 27 e 28 de novembro em Curitiba. Serão três dias de oficinas, rodas de conversa, apresentações e improvisos na praça Santos Andrade (26 e 27), encerrando com a festa Fora da Casinha no domingo (28).

Neste ano o Festival de Cultura traz o tema Unidade em Movimento, com a proposta de promover a reflexão sobre os motivos que unem os agentes da cultura popular e alternativa e integrar suas perspectivas e ações. A concentração da abertura oficial será na Boca Maldita às 17h, seguida de cortejo de maracatu até a praça Santos Andrade, onde acontece o show da banda Juruá às 20h.

No sábado as atividades se concentram na praça Santos Andrade, a partir das 9h. Haverá oficinas  de alimentação vital, yoga, dança e de comunidades tradicionais, além de rodas de conversa, shows e apresentações de grupos folclóricos. À noite a programação na praça é voltada para a cultura latino-americana, seguida de festa na Juruhouse com DJs e bandas.

No domingo (28), a partir das 14h, a Festa Fora da Casinha encerra o Festival de Cultura com feira de trocas, oficinas e apresentações artísticas.

Todas as atividades na praça Santos Andrade serão gratuitas.

 

Estruturas de bambu

A estrutura na Santos Andrade será composta por bioconstruções. Nesse processo, são utilizados materiais que não agridem o ambiente, causando o mínimo de impacto. Serão vinte tendas conectadas entre si num grande círculo ao redor do chafariz. Além destas, haverá outras quatro bioconstruções distribuídas pela praça.

Essa maneira de edificar propõe repensar o modelo de relações dos indivíduos entre si e com seu meio, substituindo o quadrado pela forma circular, o que remete ao diálogo, à colaboratividade e à espiritualidade. É a materialização do objetivo do Festival: integrar as diferentes atividades e culturas, favorecendo uma experiência diversa de relação com o espaço.


Comunicação Compartilhada

Com arquivos de áudio, vídeo, fotografia e texto, o público é convidado a participar da cobertura do Festival de Cultura e sentir-se, efetivamente, parte dele – a exemplo do que aconteceu na edição anterior. Além de contar com facilitadores e sala de conexão à internet no prédio histórico da UFPR, serão distribuídos cartões com usuário e senha de repórter para o blog.

O blog da Comunicação Compartilhada – http://cc.nosdarede.org.br/, que integra o portal Nós da Rede, dedicado aos pontos de cultura do Paraná, é o resultado de uma estrutura e de práticas de produção de conteúdo em que qualquer cidadão pode participar interpretando e informando sobre as apresentações, temáticas e bastidores do evento. Um laboratório de comunicação livre e de exercício da cidadania.

As inscrições para a Comunicação Compartilhada e para as oficinas podem ser feitas no site do Festival: http://festivaldecultura.art.br.


Da universidade à praça pública

O evento surgiu em 2006 na universidade – era o Festival da Cultura da UFPR. A iniciativa reuniu Diretório e Centros Acadêmicos e entusiastas da cultura alternativa. Em 2009, o Festival ultrapassou os muros da universidade e ocupou espaços públicos no centro de Curitiba, mantendo os participantes dos outros anos e agregando Pontos de Cultura paranaenses.

O Festival de Cultura proporciona o encontro dos mais diversos grupos culturais para ação coletiva em torno da realização de um evento diferente – um festival que valoriza a diversidade e busca consolidar o diálogo entre as mais diversas linguagens artísticas, estilos e estéticas.

 

Programação do Festival de Cultura 5 anos

Dia 26.11 – Sexta-feira
– 14h – Praça Santos Andrade – shows com O mago e o chapéu e Urbit.
– 17h – Boca Maldita – Ritual Cura do Planeta com cortejo de maracatu até a Praça Santos Andrade.
– 20h – Praça Santos Andrade – show com banda Juruá.

Dia 27.11 – Sábado – Praça Santos Andrade

– 9h – Café da manhã* com Mandala: vivência do Calendário da Paz

  • colabore com o café da manhã levando alimentos para compartilhar
    – 10h – Oficinas
    – 12h – Shows com Betina, Duo Sinéria e Bambuzeiro
    – 14h – Oficinas, rodas de conversa e mostra de cinema e vídeo
    – 17h – Shows com Quando Triska Sai Faíska e Viento Sur
    – 19h – Cinema, Vídeo e América Latina: Relações de Fronteiras por uma Cultura de Paz

22h30 – Festa na Juruhouse  – shows com Coletivo Aquarium, Tambor de Ideias, O Conto, Break the Jazz, Doctor Dreams e porão eletrônico.

Endereço: Rua Dep. João Ferreira Neto, 405 – Vista Alegre

Entrada: R$ 5,00


Dia 28.11 – Domingo
– 14h – Festa Fora da Casinha – Apresentações artísticas, bazar, feira de trocas, oficinas e shows com João do Rio, Coletivo Aquarium e Orobó Beat.
Endereço: Rua São Sebastião, 786 – Próximo ao MON
Entrada: R$ 5,00

Contatos:

Soylocoporti
Michele Torinelli

(41) 92289478

michele@soylocoporti.org.br

Tertúlia Produções Culturais
Rosângela Araújo
(41) 8866-2941
ninaaraujo@gmail.com

Velatropa Bioconstruções
Marcos Vinícius
(41) 8851-0480
marcospichel@hotmail.com

Deixe um comentário

Arquivado em Na Rua, PRINCIPAL, Shows

Confecção de Pife com Bambuzeiro no Festival de Cultura 2009

Em 2009 foi lindo gente, e essa nova oficina promete.

Vamos colher os bambus, expressaremos nossos sentimentos e individualidades nos pifes confeccionados, e por fim muito som para selar a vibração comum. Energização para fechar o ano com muito astral. Confraternização com gente do bem, ao som do vento, das águas, dos passaros, e dos pifanos!

1 comentário

Arquivado em PRINCIPAL

Virada Cultural de Curitiba se prepara para receber o musical “Fuá Curitibano”

 

Fuá Produções estará em novembro com mais uma novidade para cidade: espetáculo Fuá Curitibano que será apresentado nas ruas do centro na Virada Cultural e durante toda a semana, dentro da programação da Corrente Cultural.

A opereta está sendo montada com música, dança, intervenções cênicas e muita brincadeira.

Sintam um pouco da energia dos ensaios e marquem na agenda: em novembro tem Fuá na rua!

 

Roda de Mergulhão

 

Inspirado nas manifestações populares de rua brasileiras, o espetáculo Fuá Curitibano trata-se de uma opereta popular  de rua que mescla dança teatro e música, brincando com o cotidiano do povo por meio de uma trama doce e musical.

Os personagens experimentam gestos e sonoridades diversas como forma de linguagem entre si e o público. A banda dos brincantes é formada por pífanos, sanfona, rabeca, caixa, pratos, zabumba, triângulo e ganzá, e colorem as ruas com uma trilha sonora impactante. As danças coreografadas unem os trupés aos arcos de fita coloridos, simbolizando o desfecho do espetáculo. Em cortejo, a trama se desenrola percorrendo situações inusitadas e é caracterizada pelo improviso dos foliões, atraindo os mais diferentes públicos durante o trajeto.

 

Afinando o tom

 

O grupo, formado no segundo semestre de 2010 já com o intuito da montagem desse espetáculo conta com a participação de 11 artistas, entre atores, músicos e bailarinos. Abaixo a Ficha Técnica

Direção artística: Zé Ronaldo Ribeiro

Brincantes: Ailime Huckembeck, Caio Guimarães, Fábio Macedo, Felipe Mery, Hique Veiga, Isadora Flores, Junior do Luta, Julia Basso, Mariana Ribeiro, Rodrigo Mendes e Zé Ronaldo Ribeiro.

Figurino: Ailime Huckembeck

Produção: Analice Trindade, Julia Basso e Isadora Flores

Realização: Fuá Produções

 

Cores e sons

 

Deixe um comentário

Arquivado em Na Rua

Inscrições da Oficina Sala de Coco – com Guga Santos e Alessandra Leão (encerradas)

Inscrições da Oficina encerradas! Até a próxima!!

Abaixo um pequeno documentário que mostra jovens da cena musical pernambucana (entre eles o ministrante da oficina Guga Santos) de encontro com um mestre no interior de Pernambuco.

Deixe um comentário

Arquivado em PRINCIPAL

Oficina – Sala de Coco com Alessandra Leão e Guga Santos

No dia 02 de outubro Curitiba recebe Alessandra Leão e Guga Santos, artistas de pernambuco para realização da oficina SALA DE COCO – COCO DE RODA DE PERNAMBUCO!

Abaixo algumas informações sobre a oficina e os artistas! Não percam!

data: 02 de outubro (sábado)

horário: das 09h as 12h e das 14h as 17h

Local: Sociedade 13 de Maio: R. Clotário Portugal, 274

info:41- 8806-4857 (Analice) inscrições: producaoy@gmail.com


SALA DE COCO – COCO DE RODA DE PERNAMBUCO!

Oficina de percussão, canto e dança com contextualização histórica realizada pela cantora, compositora e
percussionista Alessandra Leão e o percussionista, compositor e professor Guga Santos. As aulas são ministradas
com base na vivência com os mestres do samba de coco abordando a filosofia dos folguedos populares como forma
de autoconhecimento, educação, terapia e diversão. A Sala de Coco se formou partindo do princípio de que se
precisa do coletivo para que tudo aconteça. São 06 horas de oficina e festa, ou seja, a Sala de coco propriamente
dita.
A aula inicia com uma breve conversa sobre a história do brinquedo, traçando um paralelo com os dias atuais, então
se integra o ritmo com o trupé e palmas. Em seguida os instrumentos percussivos, o canto e por último e não menos
importante o “repente” onde se utiliza o improviso, o raciocínio rápido para se ter a melhor resolução dos problemas
da vida. Esses momentos são intercalados com a audição de cocos tradicionais de diversos períodos e Regiões.
 
Percussionista, compositora e cantora.
Participou da fundação do grupo Comadre Fulozinha , sendo esse seu primeiro trabalho profissional. Nesses 12 anos atuando
mercado musical, teve o privilégio de trabalhar ao lado de músicos como Antônio Carlos Nóbrega, Siba, Silvério Pessoa, Zé
Neguinho do Coco, entre outros…
Desde 2004, idealizou e coordena o projeto coletivo Folia de Santo, que se propõe a compor músicas baseadas nas tradições
ligadas ao “catolicismo popular”. O CD homônimo foi lançado em dezembro de 2008, durante as gravações do DVD homônimo.
Em 2006, Alessandra deu início ao seu trabalho autoral, com o elogiado Brinquedo de Tambor. Produzido e arranjado em parceria
com o violeiro, compositor e arranjador Caçapa. O CD “Brinquedo de Tambor” entrou para a lista dos 10 melhores discos de 2006
do Prêmio Urirapuru, da revista gaúcha “O Dilúvio”; e em janeiro de 2008 teve duas músicas recomendadas no playlist do músico
americano David Byrne.
Em 2007, foi uma das selecionadas no Programa Rumos Itaú Cultural , na cartilha Mapeamento.
Participa do Admiral Recife , fundado a convite do projeto Era Iluminada – Mangue Beat (Sesc Pompéia -SP), ao lado de nomes
como Jorge Du Peixe, Siba, Dengue, Canibal, Júnio Barreto, Lia de Itamaracá, entre outros. Em 2009, foi convidada para
participar do Festival Carnaval de Las Artes, em Barranquilla, Colômbia.
Dois Cordões, o segundo CD solo, foi produzido com patrocínio da Petrobras através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, a
apartir da seleção no Programa Petrobrás Cultura, e dá continuidade à parceria com Caçapa. O seu lançamento está previsto
para outubro de 2009 em quatro capitais do Nordeste – São Luiz, Fortaleza, Salvador e Recife.
 
Percussionista, compositor, professor de percussão e cantor.
Iniciou seus estudos em percussão no Maracatu Rural Piaba de Ouro – Folgazão e artesão Mestre Salustiano e na Fundação
Casa das Crianças de Olinda – Curso de Dança e Ritmos Populares, participou do Maracatu Criança Olindense e do Grupo
Capoeira Angola Mãe.
Ministrou oficinas de percussão brasileira (com ênfase nos rítimos nordestinos): Espace Musical Cantonal et Melódica –
Association dês parents et professeurs (Macôt-La Plagne, França – 2008), Espace pour l’Enseignement Musical des Dorons
(Moûtiers, França – 2008) Espaço Musical d’Aime (Aime, França – 2008), Semana da Consciência Negra, Lion – França – 2008,
Programa Ruas e Praças (Recife, 2007), Centro de Educação e Reabilitação Anjo da Guarda – para crianças, adolescentes,
adulto e idosos portadores de deficiência física e mental (Paulista-PE),Oratório Dom Helder Câmara – Comunidade de San Pólo
D’enza Reggio Emilia (Itália, 2005).
Participou dos CDs: Dois Cordões – Alessandra Leão (2009), Forró Quarteto Olinda (2009), Minha Loa – Nana Vasconcelos
(2002), Shalom Brasil (2008), Coquistas de Olinda contra a violência (2007), Jornal da Palmeira – Erasto Vasconcelos (2005),
Mestre Salustiano e o Sonho da Rabeca (1998). E dos DVDs: Alessandra Leão – Brinquedo de Tambor, ITAÚ Cultural – São
Paulo, SP (2008), Renata Rosa – Zunido da Mata, ITAÚ Cultural – São Paulo, SP (2005).
Integrou as equipes dos grupos e artistas: Maracatu Rural Piaba de Ouro, Mestre Salustiano e o Sonho da Rabeca, Erasto
Vasconcelos e a Nau Catarineta, Renata Rosa e o Zunido da Mata, Alessandra Leão, Dona Cila do Coco. Atualmente, participa
das seguintes atividades: Grupo Forró Quarteto Olinda, Banda Shalom Brasil, banda que acompanha a cantora Alessandra Leão,
O Tronco da Jurema, banda que acompanha Mestre Galo Preto, acompanha do cantor e compositor Zé Brown

Foto: Beto Figueiro

GUGA SANTOS

Foto: Beto Figueiro

ALESSANDRA LEÃO

Deixe um comentário

Arquivado em PRINCIPAL

Conheça o trabalho de Alessandra Leão

Deixe um comentário

Arquivado em Não categorizado